‘ Rabiscos’ na moda

Hoje o post não será feito por nenhum dos idealizadores do blog. Fui convidado a escrever aqui, e antes de começar o post vou fazer uma breve apresentação.😉

Meu nome é Vitor Martins, sou estudante de Design Digital e trabalho a alguns anos com Publicidade e Propaganda. Uma das minhas paixões são as tatuagens, e daí veio minha ideia do post. Mas como esse é um blog de moda, vou juntar esses dois mundos que, a um bom tempo, mantém uma linha tênue.
Antigamente era mais raro você ver inspirações de tattoos na moda, modelos tatuados nas passarelas e em ensaios fotográficos. Mesmo nas ruas, não era frequente encontrar pessoas que se mixavam moda e tatuagem.
Mas, ainda bem, os tempos são outros e isso está mudando bastante. Já vemos capas de revistas ilustradas por modelos ‘rabiscados’, entre elas tem a revista alemã Tush e a Vogue, que trouxe o modelo americano, Cole Mohr, na capa da primeira edição da Vogue Hommes Japan.

 

Nas passarelas, os modelos estão deixando de ser apenas ‘cabides’ e agregando cada vez mais sua personalidade e estilo aos desfiles. Uma modelo que já vem fazendo isso a bastante tempo é a brasileira Marina Dias.

 

Mas, nos desfiles, ainda é mais fácil ver um quantidade maior de modelos masculinos tatuados, e com tatuagens bem maiores. Os principais queridinhos do mundo da moda e que exibem desenhos pelo corpo são: O brasileiro Matheus Verdelho (imagens 1 e 2) e o londrino Josh Beech (imagens 3 e 4).

 

E claro, não podemos deixar de lado o Zombie Boy, que foi convidado, em 2011, pelo estilista francês Thierry Mugler para desfilar para sua marca. Quebrando paradigmas e fazendo que a tatuagens seja cada vez mais aceita no mundo da moda.

As tattoos não fazem parte somente do corpo dos modelos. Muitas vezes designers e estilistas usam os traços, cores e desenhos para criar e dar vida às roupas e acessórios. A estilista especializada em couro, Patrícia Vieira, desenvolveu uma linha de peças focada nas tatuagens.

Outro que bebeu na mesma fonte de inspiração, foi o designer inglês Oliver Sweeney, que criou sapatos personalizados.

A Gucci também trouxe uma linha de acessórios que trazem desenhos de tatuagens clássicas, old school, em suas superfícies.

 

E, pra finalizar, a linha de patterns criada pela Vogue, em 2007.

 
 

Bom, é essa minha contribuição. J

Enjoy it!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s